Estrada Real | Ouro Preto - Mariana


Depois de tantas idas a Ouro Preto e Mariana, em julho tive a felicidade em emitir o meu, tão desejado, passaporte da Estrada Real e o imenso prazer em fazer um passeio que há tempos queria fazer: o passeio de trem de Ouro Preto a Mariana, em Minas Gerais. Também aproveitamos para visitar o Parque Estadual do Itacolomi. Minas, por si só, já é um grande encanto e eu amooo visitar todas as cidades que posso e quando me sobra tempo para isso. 



Chegamos a Ouro Preto num sábado de manhãzinha e fomos logo na estação de trem para comprar as passagens para fazer o passeio no mesmo dia, pois como fomos em mês de férias, as filas estavam grandes e os ingressos esgotando rapidinho. Aqui você consegue várias informações sobre dias e horários de funcionamento da estação, valor das passagens e vagões, pois agora você pode escolher as opções de vagão convencional ou panorâmico. 


Depois de garantir as nossas passagens, fomos deixar as nossas bagagens no Brumas Hostel (filiados ao Hostelling Internacional) onde fomos muito bem recebidos. O hostel é grande e oferece várias opções de quartos, wi-fi em todos os ambientes, além de estar muito bem localizado. Fica bem no centro histórico de Ouro Preto, a 350 metros da Praça Tiradentes, o que facilita em relação aos passeios turísticos.

O café da manhã é muito bem servido e tem aquele gostinho maravilhoso de Minas. As camas são muito confortáveis e os quartos um encanto, alguns deles com vista para as montanhas da cidade, além da limpeza e educação dos funcionários. O hostel também conta com seguranças na entrada durante a noite e tem estacionamento. 



Depois de nos instalar, fomos correndo tratar de emitir os passaportes. O procedimento para emissão é super rápido, prático e fácil, sem burocracias e o melhor: o passaporte é gratuito =D 

Para ter o seu maravilhoso passaporte, primeiro você entra no site da Estrada Real, preenche um formulário, depois é só levar o formulário a um dos postos de retirada (e o formulário pode ser levado no celular mesmo, não há necessidade de impressão), 1kg de alimento não perecível e um sorriso largo no rosto. Aqui você encontra mais informações para emissão do passaporte, como endereços dos postos de retirada. 

O material impresso é muito bonito, por ser gratuito, e os atendentes dos postos te dão um mapa e uma revista da Estrada Real super bacanudos! Pelo menos nós ganhamos todo esse material quando fomos fazer os nossos em Ouro Preto, rs. 

Em cada cidade que está nos Caminhos da Estrada Real, e são quatro, você carimba o seu passaporte e a cada roteiro que você conclui, você ganha um certificado bem legal. Uma ótima lembrança das suas viagens, não é mesmo?! Além das fotos que você vai fazer, é claro, rs. 



Depois da correria necessária para começar, de fato, o passeio, fomos cuidar de encher a barriguinha, rs. Em Ouro Preto existem diversos restaurantes com preços para todos os tipos de clientes. Como estávamos com bastante fome, rs, e com o tempo curto para o passeio de trem, no primeiro dia não procuramos muito e fomos logo no restaurante que oferecia um cardápio sem carne, rs. Almoçamos no Casa do Ouvidor, também no centro histórico. 



A fome era tamanha, que esqueci de fazer as fotos antes de almoçarmos, rs. A comida estava muuuito saborosa! 


Barriguinha cheia, demos uma passadinha no hostel para nos agasalhar (nessa época do ano faz bastante frio a noite) e ir para o passeio de trem que era às 15h00 (alegria!). Escolhemos o vagão panorâmico pela opção de poder ver e fotografar melhor as paisagens. Uma dica para quem vai fazer o passeio é de chegar, no mínimo, com 30 minutos de antecedência para pegar o lugar de sentar no lado certo para ter a melhor vista das paisagens, pois acumula fila também. É só perguntar pro guia do trem, no momento da entrega dos tickets, qual é o melhor lado, pois muda na ida e na volta. O passeio dura 1 hora. 



O passeio é orientado por guias super simpáticos e atenciosos que vão contando a história do trajeto, onde se ouve falar da época do minério na cidade e eles sempre avisam quando vem uma paisagem deslumbrante pela frente. 


Esses são os vagões convencionais, um charme também.



E o trem partiu rumo a Mariana...


Como grande observadora do comportamento humano, rsrs, não poderia deixar que fotografar algumas pessoas que estavam no mesmo vagão que eu.

Chegamos a Mariana...

No nosso roteiro planejamos dar uma volta por Mariana quando chegássemos, pois teríamos 1 hora para isso, mas uma senhora passou mal em outro vagão e tivemos um pequeno atraso. Por conta desse imprevisto, chegamos e já voltamos para Ouro Preto no mesmo trem. Se for de sua preferência, você pode comprar somente o ticket de ida, pois saem ônibus de frente da estação de Mariana para Ouro Preto e custam menos de R$ 5,00, segundo a telefonista da estação de trem.

Como já tínhamos comprado ida e volta, voltamos de trem mesmo e fomos passear de carro a noite em Mariana. Jantamos numa pizzaria histórica na região que carimba os passaportes da Estrada Real. A pizzaria chama-se Dom Silvério, fundada há 23 anos, foi a primeira pizzaria de Mariana a preparar suas pizzas no forno à lenha.  



Demos uma volta em Ouro Preto e passamos pela tradicional feirinha de artesanato local feitos com pedra sabão.

Igreja São Francisco de Assis, Ouro Preto

Artesanato local feito com pedra sabão, Ouro Preto

E anoiteceu...

Feirinha de artesanato feitos com pedra sabão, Ouro Preto

Museu da Inconfidência, Ouro Preto


O dia amanheceu, domingo nublado, fomos nos encontrar com os meus primos (que são de Belo Horizonte), demos uma volta em Ouro Preto e depois fomos almoçar para depois ir ao Parque do Itacolomi. Encontramos um restaurante que fica numa rua paralela a Praça Tiradentes que serve uma comida bem saborosa a preço popular, super valeu a pena. 


Rumo a Itacolomi...


Parque Estadual do Itacolomi, a 1.772 metros de altitude, tem visões panorâmicas lindíssimas e tem muito a contar com casarões históricos, uma capela e trilhas maravilhosas. O parque foi passagem para as expedições que iam a Ouro Preto em busca do ouro das Gerais. Para visitar é preciso ir de terça a domingo, das 8h às 17h e a entrada é cobrada: R$ 10, inteira e R$ 5, meia entrada. As trilhas são auto guiadas e são de nível fácil a médio. Dentro do parque também existe o Centro de Visitantes que conta a história do parque e também mostra a fauna e flora da região e o Museu do Chá, ambos muito interessantes! 


Atrações:

- Capela São Jose - Casa Bandeirista - Lagoa da Capela - Museu José de Salles Andrade - Represa do Custódio – (Fica no distrito de Lavras Novas, a 7,6 km da sede do parque).

- Trilha da Capela – 1h (Caminhada) - Trilha do Forno – 1h (Caminhada) - Trilha da Lagoa – 20 minutos (Caminhada) - Trilha do mirante do Custódio – 1h 30 (Caminhada) - Trilha do Pico do Itacolomi – 2h 30 (Caminhada)


Contato:

Email: peitacolomi@meioambiente.mg.gov.br

Tel: +5531 3551.6193.


 Capela de São José, Itacolomi

 Centro de Visitantes, Itacolomi

 Museu do Chá, Itacolomi

 Casa Bandeirista, Itacolomi

Se você tiver oportunidade e vontade de conhecer mais sobre a história brasileira, não deixe de visitar Ouro Preto e esses lugares, pois além de ser uma cidade linda, é rica em acontecimentos históricos. Além de tudo, Minas Gerais é inesquecível e a recepção de seus anfitriões é incrivelmente acolhedora!


Vou ficar feliz em receber um comentário seu no final da página =)

Compartilhe para que mais pessoas possam obter um pouco mais de informações sobre a Estrada Real =)

#OuroPreto #parqueestadualdoitacolomi #minasgerais #trem #mariafumaçaouropretomariana #marianaminasgerais #casabandeirista #capeladesãojosé #igrejasãofranciscodeassis #pedrasabão #viagem #trip #brasil #brazil

Arquivo
Recentes
Posts em Destaque
RSS Feed
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now