Ocupações femininas | Nise da Silveira



Em janeiro de 2018 tive o imenso prazer em visitar uma das ocupações mais incríveis que conheci na vida. O Itaú Cultural de São Paulo nos presenteou com a perfeita instalação sobre a história de uma grande mulher que, sem dúvida alguma, teve muita importância para a nossa sociedade e contribuição em relação a avanços na área da psiquiatria no Brasil.

Nise, uma das mulheres mais importantes do Brasil, considerada uma comunista perigosa, lutou contra “progressos” da psiquiatria, como a lobotomia, o eletrochoque e o choque insulínico e, também, contra imposições machistas que sofreu no Centro Psiquiátrico Pedro II, no Rio de Janeiro a serviço público em 1944, onde, se não houvesse persistência de sua parte, teria sido expulsa – em livre expressão – de seu cargo e objetivo.


Com sua bravura, sensibilidade, grande humanidade e mulher adoradora de seus gatos, Nise discordou de tais “tratamentos”, buscou formas alternativas terapêuticas e fundou em 1946 a “Seção de Terapêutica Ocupacional e Reabilitação (Stor), cujo principal objetivo era estimular os pacientes – que ela preferia chamar de clientes – a se expressar por meio da arte”.



“Com a intenção de fazer com que cada um pudesse expressar seu mundo interior, Nise foi abrindo espaço no hospital, na mente de médicos e no coração de seus clientes. Fundou setores dedicados a trabalhos manuais, como marcenaria e sapataria; oficinas de teatro, aulas de esportes variados e ateliês de desenho e pintura, todos eles ligados pelo laço do afeto e da compreensão”.

Fonte: Itaú Cultural São Paulo



Sua importância para todos nós é tão grande e a sua causa tão louvável, que Nise virou filme: "Nise - O coração da loucura". Filme emocionante e belo, apesar de todo o contexto, que super indico a assistir. Se houver sensibilidade em você e se você vibrar no amor, prepare os lenços, rs.


Coloco aqui não apenas fotos dessa importante ocupação, mas sim fotos a fim de contribuir com a visibilidade de uma das grandes mulheres do Brasil! Nise foi considerada o anjo da guarda dos doentes mentais e, graças a ela, muitos tiveram a oportunidade de um recomeço onde já não havia mais esperança, afeto, compaixão e dignidade com o ser humano. Uma mulher que me dá grande inspiração e coloca emoção num mundo onde, muitas vezes, sinto-me descrente e decepcionada em relação a raça humana.



Nise lutou com todas as suas forças, enfrentou muitos obstáculos, como a prisão, por ser considerada uma comunista perigosa e, mesmo assim, não desistiu de dar dignidade à pessoas que estavam em estado crítico passando por tratamentos desumanos e experimentais. Nise tem toda a minha eterna admiração! Que tenhamos um mundo com mais Nises da Silveira!






Todas as fotos deste post foram produzidas por mim, através da fotografia mobile.


#nisedasilveira #itaúcultural #ocupação #exposição #psiquiatria

Arquivo
Recentes
Posts em Destaque
RSS Feed
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now